Plano de cargos e salários: aprenda a fazer

Plano de cargos e salários: como fazer e qual a importância

O plano de cargos e salários é um processo muito importante para a organização de qualquer empresa, desde as menores até as multinacionais. Assim, esse tipo de planejamento visa organizar todas as atribuições, responsabilidades e remuneração de cada função existente em uma empresa.

A presença de um plano de cargos e salários possibilita a construção de um plano de crescimento, entre outros benefícios tanto para a organização quanto para seus colaboradores. Nesse sentido, confira, ao longo do texto, o que realmente é um plano de cargos e salários, como ele pode ser executado e a sua importância.

O que é o plano de cargos e salários

Basicamente, o plano de cargos e salários é uma ferramenta para estruturar as tarefas e responsabilidades que serão exercidas por cada profissional. Esse tipo de mecanismo tem um valor muito importante para grandes empresas, que têm vários departamentos. 

Além disso, esse plano torna a compreensão de cada área mais difícil. Assim, o plano de cargos e salários pronto tem o potencial de transmitir conhecimento e cuidado com todas as áreas, sem divergências. Por fim, esse planejamento também estabelece os salários que serão pagos a cada setor. 

Algumas pessoas confundem o plano de cargos e salários com o plano de carreira, mas eles são completamente diferentes. O plano de carreira é algo individual, que se aplica para cada profissional. No entanto, essa ferramenta individual também tem uma grande importância na vida profissional de cada um, pois ajuda os trabalhadores a se localizarem em relação aos seus respectivos potenciais dentro de uma empresa.

Fazendo um balanço, os dois planos podem ser considerados como guias internos, principalmente o plano de cargos e salários, sobre os cargos, as divisões de trabalho e suas respectivas remunerações.

Qual a função do plano de cargos e salários?

De forma geral, o plano de cargos e salários tem a função de estabelecer uma maior organização e trajetória de trabalho dentro da empresa, ajudando tanto os organizadores quanto os colaboradores.

Nesse sentido, a ferramenta permite estabelecer limites e instruções para cada função profissional, tanto no aspecto interno, como questões comportamentais e de relacionamento, quanto no aspecto externo, como questões financeiras que podem ser relacionadas com o mercado de trabalho e outros níveis de relação com outras empresas.

Como implementar um plano de cargos e salários?

Em primeira instância, a pessoa responsável pela elaboração do plano de cargos e salários deve analisar o mercado e acompanhar métricas de desempenho interno. Para facilitar, podemos separar e dividir da seguinte forma:

Descrição de cargos

Os cargos devem ser analisados de forma única, destacando o objetivo principal de cada área. Logo após isso, devem ser apontadas as principais tarefas que precisam ser realizadas em cada setor. Assim, tudo será muito bem estruturado e dividido.

Competência de seus ocupantes

É muito importante analisar a competência que os ocupantes de cada cargo precisam ter ou desenvolver. São necessárias a análise sobre as competências técnicas comportamentais. Essa descrição será muito útil para os processos de recrutamento e seleção.

Estabelecimento dos níveis para cada cargo

Nos dias de hoje, é extremamente comum a definição de diferentes níveis para o mesmo cargo dentro da empresa, como, por exemplo, as definições de júnior, pleno e sênior. Ainda mais, é muito importante que essas divisões sejam muito claras para todos. Dessa forma, é preciso estabelecer as principais singularidades em cada nível do cargo.

Pesquisa de mercado

Mostra-se relevante fazer uma pesquisa de mercado com base nas outras empresas, buscando informações como salários e benefícios que outras empresas praticam para cargos iguais ou semelhantes. Isso possibilita que os talentos da organização não se sintam atraídos por outras empresas.

Mensuração da competitividade salarial

É inegável que a questão financeira é muito importante. Logo, é essencial ter um salário competitivo. Isso não significa pagar valores astronômicos, mas uma simples adequação à média do mercado pode ser suficiente. Gerando, assim, uma competitividade salarial em relação à concorrência.

Pesquisa interna

Extremamente importante para entender o atual panorama da realidade organizacional, considerando os seus aspectos econômicos. Nesse sentido, deve-se avaliar o nível de satisfação dos funcionários em relação ao atual salário. Em caso de qualquer reajuste, essas mudanças devem ser feitas de forma cuidadosa, prevendo não comprometer a lucratividade da empresa.

Construção de organograma

Essa ferramenta consiste em montar uma estrutura hierárquica da empresa, tomando como base o grau de importância de cada cargo vigente. O organograma é algo muito visual, facilitando a compreensão de todos os colaboradores sobre o plano de cargos e salários. Além de ajudar os gestores que estão por trás da organização do planejamento.

Definição de salários

Baseado em análises externas e internas, o departamento de Recursos Humanos deve definir as taxas salariais. Nesse momento, a empresa deve determinar o tipo de remuneração, podendo ser variável ou estática.

Como colocar em prática

Como podemos perceber, a realização de qualquer um dos modelos de plano de cargos e salários envolve uma grande variedade de tarefas e demandas prévias. Portanto, após toda essa estruturação e preparação que foi citada nos últimos tópicos, o plano de cargos e salários deve ser executado na prática. Baseado em todas as análises feitas, o planejamento deve ser feito de forma inteligente, respeitando prazos, datas e valores.

As mudanças internas que podem ser ocasionadas por conta da execução do plano de cargos e salários devem ser bem esclarecidas, para que não haja nenhum mal entendido na relação entre o profissional e a organização.

Qual a importância do plano de cargos e salários?

A implementação de um plano de cargos e salários é extremamente importante para diversos fatores dentro de uma empresa. Um deles é uma maior retenção de talentos, pois os profissionais que estão trabalhando se sentem mais confortáveis para trabalhar, o que diretamente diminui o índice de turnover da organização. 

Além disso, uma boa gestão interna faz com que a empresa ganhe uma boa fama entre os trabalhadores da área. Como resultado, novas pessoas ficarão interessadas em trabalhar no local.

Outro aspecto importante é a produtividade, que tende a melhorar com o plano de cargos e salários, visto que os funcionários entendem que a empresa está estruturalmente organizada. 

Por fim, essa ferramenta também auxilia na determinação de cada função, no planejamento financeiro e também na melhora do clima organizacional do ambiente. Sendo assim, podemos afirmar que a implementação de um plano de cargos e salários tem grande potencial de desenvolvimento interno e externo para qualquer organização.

Comments are closed.